Secretário de saúde some em plena pandemia e Ministério Público orienta que filho de paciente com suspeitas de COVID-19 procure a polícia em Guajará-Mirim

Durante a tarde de sábado (09), um rapaz de 26 anos esteve na delegacia de Polícia Civil dizendo que o pai dele, um senhor de 54 anos, foi internado segunda-feira (04) da semana passada no Hospital Regional com suspeita de COVID-19.

Ele informa que no dia seguinte, ou seja, terça-feira, dia 05 o quadro clinico do pai foi se agravando, então, ele foi encaminhado para área de isolamento do Hospital Regional.

O rapaz disse que o pai estava sendo medicado com hidróxido de cloroquina, medicamento comprado por ele mesmo e que a melhora era visivel, mas na manhã deste sábado o pai precisava tomar imediatamente a cloroquina para continuar a evolução do tratamento, só que esse medicamento tem na farmácia do Hospital Regional.

Em desespero tentando salvar a vida do pai, ele procurou a farmácia e mesmo estando com a receita em mãos o farmacêutico do Hospital disse que precisaria da autorização do Secretário de Saúde, DOUGLAS DAGOBERTO DE PAULA, que simplesmente sumiu.

De acordo com o farmacêutico sem a autorização o remédio não poderia ser despachado, e desde ás 15h00min de sábado a família do paciente insistentemente ligava para o secretário e o telefone encontra-se desligado.

O desespero era tão grande que o filho do homem internado, recorreu ao plantonista do Mistério Público, e de lá o funcionário do MP tentou inúmeras vezes e o secretário não atendia.

O filho do paciente foi orientando pelo Ministério Público a registrar uma ocorrência, já que uma vida estava em jogo naquele momento.

Fonte: Agora Guajará

Deixe um comentário