Homicídio: Marido enfurecido após descobrir traição, vai atrás da esposa, lesiona 03 pessoas e acaba levando golpes de faca

O almoço aconteceu na residência situada a Avenida Dr. Lewerger, final do asfalto, no bairro Jardim Esmeralda (Jardim das Esmeraldas), moradia de Andreus Gomes Muniz, de 38 anos, vulgo “Japão”, quando por volta de 13h30min passaram a ingerir bebida alcoólica. Ao acabar a bebida, por volta de 17h, Heidriann de Souza Vasques, de 37 anos, e sua esposa de 36 anos, deixaram suas filhas na casa e ambos convidados saíram para comprar mais bebida. No trajeto, na Avenida Francisco Pacheco Duarte, bairro Próspero, o casal seguia de bicicleta quando a mulher desabafou ao marido que enquanto ele esteve preso teria mantido relação sexual com outro homem. Inconformado com a traição o homem desferiu um soco no rosto da mulher que sangrou. Policiais militares chegaram ao local, ouviram do casal o que havia ocorrido e prenderam Heidriann. A mulher foi socorrida até o Pronto Atendimento do Hospital Regional, ao ser indagada separadamente do marido, ela disse que não lembrava o que tinha ocorrido, posteriormente liberada do Hospital. Heidriann foi conduzido até a Delegacia de Polícia, passou horas detido, como a vítima não declarou a lesão, o homem foi liberado.
Segundo informações levantada pela reportagem do O Mamoré, a mulher retornou a casa sem o marido, permanecendo até por volta de 21h30min, quando chegou enfurecido Heidriann pulando o muro da casa e com uma barra de ferro agrediu um rapaz conhecido por “Toni”, que estava no local. Todos que encontravam-se na casa foram em defesa do rapaz e tentaram controlar Heidriann, que se apossou de uma faca tipo peixeira e atingiu a perna de Maria M. G., de 50 anos, mãe de “Japão”, que para defender sua mãe conseguiu derrubar o seu colega e ainda pegar a faca e perfurando o peito do mesmo. Em seguida novamente perfurou o colega, que se levantou e novamente partiu contra “Japão”, ao caírem ao solo Heidriann não mais levantou. Equipe do Corpo de Bombeiros socorreram Heidriann, mãe e filho até o Pronto Atendimento do Hospital Regional. Durante atendimento médico a vítima Heidriann apresentava uma perfuração na face e duas no peito, não resistiu e veio a óbito.
“Japão” que estava usando tornozeleira eletrônica monitorada, apresentava cortes nos quatro dedos da mão direita e no dedo indicador da mão esquerda, após atendimento médico foi preso e conduzido a Delegacia de Polícia. Aos policiais ele disse que só lembrava do primeiro golpe, os demais ocorreram durante a luta corporal. “Japão” disse que Toni apresentava lesão na cabeça, mas após a agressão sofrida ele fugiu.A faca de marca Tramontina, usada no crime foi apreendida por policiais militares.

Ainda durante a madrugada as pessoas que estavam na casa foram interrogadas, e a delegada encarregada do caso instaurou Inquérito Policial. “Japão” permaneceu preso e foi autuado em flagrante, mesmo alegando legítima defesa as agressões praticadas pela vítima, Heidriann.
Heidriann também possuía uma extensa ficha criminal, como: furtos, roubos, lesão corporal a própria mãe e outras acusações de lesões corporais, posse de arma branca e fogo, e uma condenação de homicídio, em Cadeias do Jamary/RO.

Fonte: O MAMORÉ

Deixe um comentário