Governo de Rondônia cede, ignora coronavírus e quer “volta da normalidade”ainda nesta semana

O governador Marcos Rocha, que esta semana fez um discurso afirmando que manteria a quarentena porque “toda vida importa” e tergiversou durante vários minutos sobre os cuidados que a população deve ter com o coronavírus, acordou nesta quarta-feira com outra opinião.
O governo se reuniu com representantes do chamado “setor produtivo de Rondônia” nesta quarta-feira e decidiu publicar decreto nas próximas horas, “flexibilizado o retorno ao trabalho e aos poucos começa a reverter essa sensação de pânico causado pelo confinamento”.
O documento deverá se sobrepor a qualquer decreto municipal, de forma que os prefeitos deverão cumprir a orientação estadual, pois a ideia do Governo do Estado é voltar a rotina normal, mesmo que com algumas limitações pontuais por um período.
Espaços com aglomerações maiores, como shoppings, escolas, deverão ter alguma restrição a voltarem a funcionar neste primeiro momento, mas que será analisado a sequência na semana seguinte.
Rondônia tem “apenas” cinco casos exatamente porque o governo havia adotado providências rápidas. Resta saber se o “setor produtivo” vai pagar por UTIs e tratamento médico aos funcionários que forem infectados.
Marcos Rocha foi eleito se dizendo “amigo de Bolsonaro” e tem evitado confrontos diretos com o governo federal. Não encampou a redução de ICMS dos combustíveis e vinha mantendo uma política linha dura no combate ao coronavírus.
FONTE: Painel politico

Deixe um comentário