Golpe do seguro: Patamo prendeu três acusados pela prática de descaminho

Supostamente uma ação delituoso na tentativa de praticar o ‘golpe do seguro’ acabou não dando certo com a ação dos policiais militares do PATAMO (Patrulha Tático Móvel), na zona rural do município de Guajará-Mirim/RO. Três veículos foram apreendidos e três homens presos residentes no município.

Durante a noite de quinta-feira, 25, os policiais realizavam patrulhamento nos portos clandestinos do município de Guajará-Mirim, mais precisamente na Estrada do Ramal do Saldanha, com acesso ao Rio Pacáas Novos, onde havia denúncia de que veículos estavam aguardando uma embarcação para serem transportados ao país boliviano. Dentro de uma propriedade, que estava com os cadeados violados, os policiais avistaram um carro Renault Logan, cor prata, placa NDS 1106 e uma motocicleta modelo Titan, de cor prata, placa PXG 4915, dois homens foram flagrados com os veículos: Denilson G. P., de 41 anos, estava de posse com o carro e Joel A. C., de 26 anos, com a motocicleta, ambos residentes no bairro Próspero. Confirmaram tratar-se de ‘golpe seguro’, onde os veículos que seriam cruzados para a Bolívia.

As motocicletas também foram apreendidas

Ainda durante a madrugada de sexta-feira, 26, os dois homens informaram que uma pessoa estaria prestes a chegar e era a responsável pelo transporte e negociação, ambos estariam ali porque teriam conduzido os veículos até aquele porto e receberiam pagamento por isso, mas não souberam informar a quem pertencia os veículos. Uma embarcação se aproximava das margens do porto, mas os policiais foram vistos e o condutor do barco não atracou e continuou a navegar no rio. Em uma motocicleta Biz, cor branca, chegou Fº. Adão S. P., de 46 anos, residente no bairro Jardim Esmeralda (Jardim das Esmeraldas), reagiu a prisão e foi contido pelos policiais.
Durante a manhã de sexta-feira, após serem conduzidos a Delegacia de Polícia Civil, e não haver registro policial de furto ou roubo dos veículos, foram encaminhados ao prédio da Delegacia de Polícia Federal em Guajará-Mirim, por tratar-se de crime de descaminho. As investigações ainda continuam aos envolvidos pela prática do crime de descaminho.

Fonte: O MAMORÉ

Deixe um comentário