FALTA DE GESTÃO E DESCASO: Profissionais denunciam que número reduzido no quadro está prejudicando atendimento no Hospital Regional

Tem se tornado constante os registros de ocorrências contra a falta de profissionais no hospital regional, eu não sei se os registros são feitos para que se ocorrer algo eles estejam resguardados ou se é uma sobrecarga de trabalho mesmo.
Ontem mais uma profissional da área esteve na delegacia e disse que trabalha no Hospital Regional e quando recebeu o plantão durante o fim de semana, viu um numero de funcionários insuficientes para atender a demanda.
Ela disse que durante seu plantão atendeu 11 pacientes da clínica médica, ou seja, os pacientes deveriam ser assistidos por dois técnicos em enfermagem; com isso, e com a ausência desses profissionais ela não conseguiu prestar atendimento as crianças da pediatria.
Ela ainda disse que durante este mês de novembro já se tornou rotina a falta de técnicos e enfermeiros, contudo deixando de prestar um atendimento de qualidade aos pacientes; além disso, falta equipamento de segurança individual, medicamento e material de consumo hospitalar.
Ela ainda disse que já informou a direção do hospital, mas até o momento, não foi resolvido.
Essa ocorrência foi registrada, logo após ter sido registrada duas ocorrências de omissão de socorro, mais cedo um senhor de 52 anos, já tinha registrado uma ocorrência em que ele disse que chegou no auto atendimento no Hospital Regional, mais não foi atendido pois não havia funcionário no momento em que necessitou dos Serviços de Saúde.
Uma senhora de 48 anos, também prestou queixas por omissão de socorro na delegacia de polícia ontem à noite, ela disse que chegou ao Hospital Regional necessitando atendimento ao seu Neto de 1 Ano e 4 meses, que deu entrada com por Febre alta e diarreia.
E ela disse que o Hospital Regional de Guajará Mirim estava sem Técnicos Suficientes para fazer o alto atendimento de seu Neto, ela disse que lá ouviu comentários de Funcionários, que esta situação está assim por falta de pagamento.
Fonte: Agora Guajará.

Deixe um comentário