Topo 728x90


Tempo Real

recent
 Anuncie agora mesmo clicando no banner

E se Santo Antonio e Jirau vierem a se romper? Qual seria o tamanho da catástrofe?

As UHEs Santo Antônio e Jirau instaladas no Rio Madeira no Estado de Rondônia, tem potência instalada de mais de 6mil MW, que produz uma quantidade de energia elétrica significativa para o Brasil, nos diz o Prof. Artur Moret, físico e doutor em planejamento de sistemas energéticos pela UNICAMP e autor do “Quem serão os responsáveis”. O valor que tem para o Brasil não condiz com as incertezas que produz no Estado de Rondônia. 

Atualmente as incertezas se transformaram em medo depois do advento de Brumadinho. As duas barragens são enormes, os lagos seguram bilhões de litros de agua, a velocidade do rio é grande e a distância de Santo Antônio até a cidade Porto Velho é pequena. 

Essas informações são por demais preocupantes, porque caso haja ruptura da barragem (só considerando UHE Santo Antônio) a água chegaria a cidade rapidamente inundando as margens e penetrando na cidade através de todos igarapés, destruindo tudo o que tiver no caminho. Mais a frente (montante), pode subir o Rio Jamari podendo romper a UHE Samuel inundando tudo e a água pode chegar a Candeias, Itapuã do Oeste e Ariquemes. 

Ainda a montante tem o Rio Machado que inundará as cidades de Machadinho do Oeste, Vale do Jamari até o centro do Estado Ji-Paraná, Presidente Médici e Cacoal. Está análise não é só alarmante, é um alerta aqueles que são responsáveis pela segurança da população do Estado de Rondônia. 

Sindicato das Pequenas e Médias Indústrias de Rondônia
E se Santo Antonio e Jirau vierem a se romper? Qual seria o tamanho da catástrofe? Reviewed by Cleiton Rocha on segunda-feira, fevereiro 18, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.