Topo 728x90


Tempo Real

recent
 Anuncie agora mesmo clicando no banner

"NUNCA QUE EU IA VIAJAR SE MINHA CASA TIVESSE PEGANDO FOGO", DIZ VEREADOR SOBRE INTERDIÇÃO DO MERCADO E VIAGEM DE PREFEITO

O vereador Roberto do Mercado (PMN) participou nesta quarta-feira (21) do programa "Rota 89", da Rádio Rondônia FM de Guajará-Mirim, apresentado pelo radialista Ney Cardoso, e não poupou críticas ao prefeito Cícero Noronha (DEM) com relação ao lamentável fato que culminou com a interdição do Mercado Público Municipal pelo Corpo de Bombeiros, tendo em vista o não atendimento pela Prefeitura de uma série de irregularidades encontradas no prédio e não corrigidas pela administração municipal.
O vereador, que chegou a realizar ações para ajudar as pessoas prejudicadas em seus afazeres no mercado, buscou apoio de outras pessoas para arrecadar material para a construção de barracas provisórias para abrigar os feirantes.Roberto do Mercado inclusive disse que chegou a tomar dinheiro emprestado para comprar esse material, porque o salário dele da Câmara  ainda não tinha saído. e que pessoas colaboraram com pregos e madeiras para confecção dessas barracas.
Lamentou que o prefeito não tenha tomado as providências necessárias e cobrado dos setores competentes ações para realização dos serviços. Disse que a Prefeitura foi notificada pelos Bombeiros no dia 11 de outubro e em 30 dias não fez nada. Tanto que o no dia 11 de novembro o mercado foi interditado. 
Chegou a ser irônico quando, indagado pelo locutor se ele tinha cobrado do prefeito providências sobre o assunto, respondeu que sim, mas que parece que ele está viajando. Em tom de riso disse "eu nunca vou abandonar minha casa com ela pegando fogo e vou viajar", referindo-se ao fato da cidade estar enfrentando problemas de toda natureza e ainda assim o prefeito estar em constantes viagens seguidas.
Em outro ponto da entrevista, ironizou também quando disse que "em Trinta dias não fizeram o projeto que tinham que fazer; e agora fizeram em dois dias".
Roberto se disse culpado por ter ajudado a eleger o prefeito, mas aceita quando é taxado de ser culpado pelos erros ou omissões do Chefe do Executivo Municipal. "Fui eleito para ser vereador, ou seja, legislar e fiscalizar, e não para fazer as coisas, as obras, os trabalhos. A caneta está com o prefeito, que é a autoridade maior e quem decide o que e quem deve fazer aquilo que a população precisa e cobra", finalizou.

Fonte:  Guajará em Foco
"NUNCA QUE EU IA VIAJAR SE MINHA CASA TIVESSE PEGANDO FOGO", DIZ VEREADOR SOBRE INTERDIÇÃO DO MERCADO E VIAGEM DE PREFEITO Reviewed by Cleiton Rocha on quarta-feira, novembro 21, 2018 Rating: 5

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.